Desapegar é preciso: dicas para simplificar a vida

No post sobre o que veio na nossa mala do Brasil, comentamos que foi necessário desapegar de muitas das coisas que tínhamos. Hoje vou contar um pouco sobre como foi todo esse processo pra mim. Coincidentemente eu tinha lido o livro A Mágica da Arrumação da Marie Kondo poucos meses antes da proposta de trabalho do meu marido que nos trouxe para cá. No livro a famosa “guru da organização” indica um método bastante radical, mas ao mesmo tempo libertador.

No meu caso veio mesmo a calhar, pois com a mudança eu tive que reavaliar tudo o que eu tinha. Eu não tinha noção, mas me descobri uma acumuladora. Tinha um armário cheio de coisas inúteis que eu acreditava que um dia iria precisar. Tinha desde garrafas de vidro vazias, passando por tudo o que você possa imaginar para montar uma festa, terminando em um zilhão de blocos, cadernos, canetas… e a verdade é que em 4 anos que morei naquele apartamento nunca precisei da grande maioria dessas coisas. De um modo geral vivemos um ciclo de acumulação, estamos sempre comprando mais coisas, achamos que precisamos de mais isto ou aquilo e toda a nossa vida passa a acontecer em torno delas.

dicas-para-simplificar-a-vida (1)

No método da Marie, entre outras dicas, a de só guardar as coisas que te trazem boas lembranças foi libertadora para mim! Qualquer objeto ou roupa que não tivesse utilidade e não me fizesse sorrir imediatamente seria vendido no bazar ou doado. Fazer um bazar foi uma maneira de juntar um dinheirinho que ajudou eu e o meu marido na vida nova. Criei um evento no Facebook, convidei os amigos e permiti eles convidarem os amigos deles. Foi bem legal ver algumas das coisas que eu tinha bastante carinho indo pra casa de pessoas queridas. Os móveis e eletrodomésticos que não vendemos no bazar, vendemos nas semanas seguintes no OLX, e o restante de objetos foram doados para o Lar Frei Luiz. Foi importante termos feito o bazar com antecedência em relação à data que tínhamos para sair do apartamento, porque nos deu tempo de fazer a venda do restante pela internet e organizar a doação.

dicas-para-simplificar-a-vida (2)

E o que aprendi no método da Marie foi importante não somente para desapegar, como também no momento de fazer novas aquisições. Antigamente eu era capaz de comprar algo, seja um móvel para a casa ou uma roupa, somente porque o preço estava muito bom e era uma oportunidade única, mesmo sem ter gostado tanto assim. Principalmente no caso dos móveis da casa, isso é um erro gravíssimo, porque eram coisas que eu olhava todos os dias e que não são fáceis de trocar. Na casa nova o principal fator para escolha não é o preço e, conforme eu contei em um post anterior, isso fez com que eu demorasse muito mais para ter a casa toda montada. Depois de mais de 1 ano da mudança, a verdade é que ela ainda não está. E isso não me incomoda porque mesmo “inacabada” para qualquer lado que eu olhe só tem as coisas que eu amo e instantaneamente fico feliz. Isso faz da minha casa o meu lugar favorito no mundo.

dicas-para-simplificar-a-vida (5)

E a mudança não parou por aí, no meu armário também mudei completamente a forma de lidar e adotei o Armário Cápsula, da Caroline Joy, do blog un-fancy. Dessa forma, a cada estação eu seleciono no máximo 50 peças de roupa (esse é o número de cabides que tenho!) que estejam de acordo com as temperaturas que irão fazer naqueles próximos 3 meses, elas ficam todas penduradas e expostas numa arara que é o meu “guarda-roupas” e o restante das roupas eu guardo no baú que tenho embaixo da cama.

dicas-para-simplificar-a-vida (3)_

Quando estou fazendo as minhas escolhas para aquela estação penso se tem alguma peça que eu gostaria e que não tenho e então faço alguma compra. Dessa forma deixei de comprar impulsivamente e “mais do mesmo”, para comprar racionalmente aquilo que realmente estou precisando. Vou às lojas em busca de coisas específicas e evito compras desnecessárias e que depois não irão coordenar com o restante do que eu já tenho. Outra leitura essencial nessa montagem de um guarda roupa inteligente é o livro The Curated Closet que a Juliana me emprestou.

dicas-para-simplificar-a-vida (4)

O Pinterest me ajuda muito a racionalizar todos esses processos de busca pelo o que eu realmente gosto visualmente, seja em um look ou em uma decoração. E interiorizei o lema: Menos é mais! ❤

No fim das contas o que tudo isso trás pra minha vida? Muito mais controle e leveza em todos os sentidos. Agora quando gasto dinheiro é em coisas que eu realmente preciso. Hoje em dia prefiro esperar mais tempo para juntar o dinheiro e ter algo que eu realmente goste muito do que comprar algo mais ou menos e que é temporário. Nada no mundo é descartável, é necessário ter a consciência que o lixo que jogamos para fora da nossa casa continua dentro do nosso mundo.

dicas-para-simplificar-a-vida (6)

O processo na minha vida foi mais fácil porque a mudança de país foi um grande incentivador, juntou a minha vontade de simplificar a vida com a necessidade de fazer tudo caber em algumas malas. No entanto acredito que você também pode fazer essa limpeza de tudo o que está a mais na sua vida e principalmente fazer compras mais conscientes. Aqui no blog criamos essa categoria que se chama Minimalizando onde iremos sempre compartilhar um pouco mais sobre esse assunto que temos muito interesse.

ASSINATURA_RENATA


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s